Política Nacional de Práticas Integrativas e Complementares (PNPIC) – Ministério da Saúde, 2006 – 2016

http://dab.saude.gov.br/portaldab/pnpic.php

PRATICAMENTE TODOS OS SISTEMAS MÉDICOS COMPLEXOS (MEDICINA TRADICIONAL CHINESA/ACUPUNTURA; MEDICINA ANTROPOSÓFICA, HOMEOPATIA) E RECURSOS TERAPÊUTICOS PREVISTOS (FITOTERAPIA, TERMALISMO, ARTETERAPIA, MUSICOTERAPIA, MEDITAÇÃO) NA PNPIC ESTÃO PRESENTES NO INSTITUTO GHELMAN DE MEDICINA INTEGRATIVA.

“Em virtude da crescente demanda da população brasileira, por meio das Conferências Nacionais de Saúde e das recomendações da Organização Mundial de Saúde (OMS) aos Estados-membros para formulação de políticas visando integração de sistemas médicos complexos e recursos terapêuticos (também chamados de Medicina Tradicional e Complementar/Alternativa-MT/MCA ou Práticas Integrativas e Complementares) aos sistemas oficiais de Saúde, além da necessidade de normatização das experiências existentes no SUS, o Ministério da Saúde aprovou a Política Nacional de Práticas Integrativas e Complementares (PNPIC) no SUS em 2006, contemplando as áreas da

Medicina Tradicional Chinesa/Acupuntura, Medicina Antroposófica, Homeopatia, Plantas Medicinais e Fitoterapia e Termalismo Social-Crenoterapia, promovendo a institucionalização destas práticas no Sistema Único de Saúde (SUS).

O campo das Práticas Integrativas e Complementares em Saúde (PICS) contempla os SISTEMAS MÉDICOS COMPLEXOS ou Racionalidades Médicas e RECURSOS TERAPÊUTICOS, também denominados pela OMS de Medicina Tradicional e Complementar/Alternativa (MT/MCA).

Todas as ações decorrentes das políticas nacionais voltadas à integração das Práticas Integrativas e Complementares ao SUS, perpassam pelo entendimento e valorização da MULTICULTURALIDADE e INTERCULTURALIDADE, por gestores e profissionais de saúde, para maior EQUIDADE e INTEGRALIDADE DA ATENÇÃO.

Os SISTEMAS MÉDICOS COMPLEXOS adotados pela PNPIC são a MEDICINA ANTROPOSÓFICA, a HOMEOPATIA e a MEDICINA TRADICIONAL CHINESA e possuem um cosmovisão própria que inclui uma doutrina médica, uma morfologia, uma fisiologia, um sistema diagnóstico e um sistema terapêutico (Madel T. Luz, 2006). Os RECURSOS TERAPÊUTICOS são a FITOTERAPIA E TERMALISMO.

Em Janeiro de 2017 o Ministério da Saúde ampliou a abrangência da PNPIC através da incorporação de novas Praticas Integrativas no SUS como a Arte-terapia, Musicoterapia, Meditação, Quiropraxia e Reiki.

A MEDICINA TRADICIONAL CHINESA/ACUPUNTURA E PRÁTICAS CORPORAIS: Sistema médico integral originado há milhares de anos na China que se fundamenta nas teorias do yin-yang e dos cinco movimentos. Utiliza como elementos a anamnese, palpação do pulso, observação da face e língua e possui como abordagens terapêuticas plantas medicinais e fitoterápicos, dietoterapia, práticas corporais e mentais, ventosa, moxa e Acupuntura.

A MEDICINA ANTROPOSÓFICA: A medicina antroposófica apresenta-se como abordagem médico-terapêutica complementar, de base vitalista, holística e sistêmica, desenvolvida por Rudolf Steiner e Ita Wegmann no início do século XX, cujo modelo de atenção está organizado de maneira transdisciplinar, buscando a integralidade do cuidado em saúde. Entre os recursos que acompanham a abordagem médica, destaca-se o uso de medicamentos dinamizados antroposóficos, da fitoterapia e outros específicos da homeopatia, além do uso de medicamentos sintéticos alopáticos. Integrada ao trabalho médico, está prevista a atuação de outros profissionais da área da saúde, de acordo com as especificidades de cada categoria. Existem várias categorias profissionais de saúde ligados a Antroposofia como odontologia, enfermagem, fonoaudiologia, psicologia, arteterapia, fisioterapia, nutrição e farmácia.

A HOMEOPATIA: Sistema médico complexo, de caráter holístico, baseado no princípio vitalista e no uso da lei dos semelhantes, enunciada por Hipócrates, no século IV a.C. A homeopatia desenvolvida por Samuel Hahnemann, no século XVIII, utiliza como recurso diagnóstico a matéria médica e o repertório e, como recurso terapêutico, o medicamento homeopático.

TERMALISMO SOCIAL-CRENOTERAPIA: O termalismo compreende as diferentes maneiras de utilização da água mineral e sua aplicação em tratamentos de saúde. A crenoterapia consiste na indicação e uso de águas minerais com finalidade terapêutica, atuando de maneira complementar aos demais tratamentos de saúde.

 

 

 

 

Veja Também:
Medicina Antroposofica & Antroposofia Aplicada à Saúde
RUA ALVILÂNDIA, 345 ALTO DE PINHEIROS - SP | CEP 05449-070 | TEL. (11) 3812-6799 OU 3021-1323 | SECRETARIA@INSTITUTOGHELMAN.COM